Explore these ideas and more!

Sempre!

Sempre!

"E no final, eu acho que aprendi a última lição das minhas viagens no tempo. Eu fui um passo a frente do meu pai. A verdade é que eu não volto mais no tempo, eu tento viver cada dia como se tivesse voltado propositalmente pra esse dia, pra curti-lo, como se fosse o último dia inteiro da minha vida extraordinária e comum. Todos estamos viajando no tempo juntos, todos os dias de nossas vidas. Tudo o que podemos fazer é nosso melhor, é aproveitar esse passeio maravilhoso."

"E no final, eu acho que aprendi a última lição das minhas viagens no tempo. Eu fui um passo a frente do meu pai. A verdade é que eu não volto mais no tempo, eu tento viver cada dia como se tivesse voltado propositalmente pra esse dia, pra curti-lo, como se fosse o último dia inteiro da minha vida extraordinária e comum. Todos estamos viajando no tempo juntos, todos os dias de nossas vidas. Tudo o que podemos fazer é nosso melhor, é aproveitar esse passeio maravilhoso."

Sempre se tira uma lição de tudo, também do  que lemos e esse livro clareou minha visão em vários aspectos.

Sempre se tira uma lição de tudo, também do que lemos e esse livro clareou minha visão em vários aspectos.

SIDNEY DE JESUS CRUZ - Google+

SIDNEY DE JESUS CRUZ - Google+

#distância                                                                                                                                                      Mais

Blog em recesso até 10/01/2016 - Boas Festas!!!

''Amor é aceitação. É entendimento. É cuidar e compartilhar. É doar e perdoar. E, se eu entendo amor desta forma, primeiramente eu deveria amar a mim mesmo. É por não ter aprendido a amar a nós mesmos que estamos sempre famintos pelo amor de outros. Eu preciso, antes de tudo, aprender a amar a mim mesmo, de tal forma que possa abrir meu coração.''  - Meera Nagananda - Diretora da Brahma Kumaris no Sudeste Asiático

''Amor é aceitação. É entendimento. É cuidar e compartilhar. É doar e perdoar. E, se eu entendo amor desta forma, primeiramente eu deveria amar a mim mesmo. É por não ter aprendido a amar a nós mesmos que estamos sempre famintos pelo amor de outros. Eu preciso, antes de tudo, aprender a amar a mim mesmo, de tal forma que possa abrir meu coração.'' - Meera Nagananda - Diretora da Brahma Kumaris no Sudeste Asiático

quando descobrimos que absolutamente nada é definitivo inclusive a vida - Pesquisa Google

quando descobrimos que absolutamente nada é definitivo inclusive a vida - Pesquisa Google

Pinterest
Search